Portal Viver Mais



Férias com muita diversão e segurança

Por Adriana Matos em 07/01/17 22:31 - Atualizada em 07/01/17 22:42
(Foto: )

Férias com a criançada. Esse é um período que exige de nós uma atenção redobrada junto às nossas crianças. Seja em casa, no parque, no cinema, no clube, na praia ou  em qualquer outro lugar escolhido para a diversão dos pequenos, a palavra de ordem é atenção redobrada para evitarmos acidentes ou outros episódios que possam vir a transformar nossas férias em  algo diferente do que esperamos. Pensando nisso, após um passeio à Lagoa do Geladinho junto às minhas filhas, a prima Laura e minha mãe, aqui em Feira de Santana, senti a necessidade de conversar com vocês sobre um episódio que ocorreu por lá e que vale de reflexão e alerta para todos nós. Assistam ao vídeo, deixe seu like e compartilhe com amigos.  


Boas férias pra gente e lembremos de que estarmos juntos é tudo de bom seja lá onde for. Um grande abraço e até a próxima!

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso formulário de contato.

Adriana Matos e Cristiane Melo


Somos Adriana Matos e Cristiane Melo. Mulheres apaixonadas pela vida, pela profissão que escolhemos, pela família e pelas filhas. Criamos o blog para inspirar as pessoas a viverem mais e melhor, de forma que tenham qualidade de vida e (re) aprendam a viver diariamente de maneira plena e saudável, cuidando de si e do outro, superando obstáculos, alimentando projetos, estabelecendo metas e realizando sonhos. saiba mais

Vídeos


Oi gente, estamos no Setembro Verde, mês de incentivo a doação de órgãos  e tecidos. Já presenciei alguns  momentos de desespero e de dor no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) onde trabalho como assessora de comunicação. Sem dúvida perder um ente querido, um parente ou familiar e ter consciência de que os órgãos dessa pessoa podem salvar outras vidas, com toda certeza não é uma decisão fácil de ser tomada. Imagine você ver um familiar com batimentos cardíacos, o corpo ainda quente, tudo aparentemente bem, porém com diagnóstico de morte encefálica ou seja, morte cerebral. É nesse exato momento que a família faz valer a vontade do paciente que em vida declarou o desejo de ser um doador de órgãos.

Veja mais

Parceiros


Arquivos


Mais Lidas


Instagram


Desenvolvido por: