Portal Viver Mais



Setembro verde: Como funciona a doação de órgãos e tecidos?

Por Cristiane Melo em 13/09/17 17:21 - Atualizada em 14/09/17 14:32
(Foto: )

Diga sim à doação de órgãos


Oi gente, estamos no Setembro Verde, mês de incentivo a doação de órgãos  e tecidos. Já presenciei alguns  momentos de desespero e de dor no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) onde trabalho como assessora de comunicação. Sem dúvida perder um ente querido, um parente ou familiar e ter consciência de que os órgãos dessa pessoa podem salvar outras vidas, com toda certeza não é uma decisão fácil de ser tomada. Imagine você ver um familiar com batimentos cardíacos, o corpo ainda quente, tudo aparentemente bem, porém com diagnóstico de morte encefálica ou seja, morte cerebral. É nesse exato momento que a família faz valer a vontade do paciente que em vida declarou o desejo de ser um doador de órgãos.


Na cabeça do familiar, imagino eu, deve passar  o seguinte pensamento: "- Vamos esperar mais uma pouco, enquanto há vida há esperança ". No entanto, quando o médico ou uma equipe multiprofissional fecha todos os protocolos e diagnostica morte encefálica, só um milagre... com o passar do tempo os demais órgãos deixam de funcionar e com o passar do tempo a chance de aproveitamento dos órgãos e de salvar outra vida também deixará de existir. Parece frio, mas a morte é assim, triste, gelada. Doar órgãos é uma decisão difícil, porém a melhor a ser tomada, pois uma luz que se apaga, poderá brilhar em outras vidas e isso deve ser algo confortante e luminoso. Trata-se de um momento de extremo amor ao próximo. 


Este mês o HGCA realizou a quarta captação de órgãos de 2017. Os órgãos e tecidos de um paciente de 48 anos de idade, ajudaram 5 pessoas em diversos estados brasileiros (Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Bahia). Esse número poderia ser bem maior se não fosse a taxa de negativa familiar que continua alta, em torno de 67 % na Bahia.  Se você deseja ser um doador de órgãos a primeira coisa a fazer é comunicar isso à sua família. 


Você sabe como ser doador de órgãos e tecidos? Se você quiser entender mais sobre o assunto, assista a entrevista com Carolina Sodré, coordenadora da Central Estadual de Transplantes da Bahia.  Compartilhe e vamos juntos ajudar a salvar vidas. 

Doe órgãos, doe vida. 


Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso formulário de contato.

Adriana Matos e Cristiane Melo


Somos Adriana Matos e Cristiane Melo. Mulheres apaixonadas pela vida, pela profissão que escolhemos, pela família e pelas filhas. Criamos o blog para inspirar as pessoas a viverem mais e melhor, de forma que tenham qualidade de vida e (re) aprendam a viver diariamente de maneira plena e saudável, cuidando de si e do outro, superando obstáculos, alimentando projetos, estabelecendo metas e realizando sonhos. saiba mais

Vídeos


Você sabia que 40% da população brasileira tem colesterol alto e pior, nem sabe disso? É muito sério e sabe qual o risco maior? O surgimento de doenças cardiovasculares como o Infarto e o AVC (Acidente Vascular Cerebral). Essas são doenças graves e que podem levar a morte. O assunto é tão sério que no mês de agosto tem um data dedicada ao assunto que é dia 8 de Agosto, Dia Nacional de Combate ao Colesterol. O objetivo é chamar a atenção para o problema e prevenir a doença. É sobre isso que a repórter Madalena Braga conversa nesta entrevista com a médica cardiologista Graça Mello no quadro “Pergunte ao Especialista”, no Portal Viver Mais. Não deixe de conferir.

Veja mais

Parceiros


Arquivos


Mais Lidas


Instagram


Desenvolvido por: