booked.net

Falando em Adaptação Escolar

Por Ângela Carvalo - 11 de fevereiro de 2020

Chegou um novo ano letivo e se o seu filho vai passar por adaptação escolar, seja por ir pela primeira vez para escola ou por estar indo para uma nova instituição, com certeza você se preocupa com esse momento. Esse período varia de uma semana a aproximadamente um mês. Algumas dicas podem facilitar esse processo para ele e para você.

Conheça a escola antes e leve a criança para fazer algumas visitas antes de começar o ano letivo para que se ambiente ao novo espaço;
Não deixe de conhecer a professora de seu filho, se possível antes do início das aulas, isso lhe dará segurança. Principalmente para que eles conheçam detalhes de saúde e comportamento do seu filho que só você pode contar, como o que ele gosta ou tem mais resistência para comer, do que mais gosta e do que não gosta de brincar, quais são seus medos e dificuldades;
De preferência a separação deve ocorrer aos poucos, fique um pouco na sala de aula com a criança nos primeiros dias para que ele tenha segurança e ajude-a a fazer amigos. Se despeça ao sair para que a criança não pense que sua família desapareceu. É importante que os pais deixem claro que não a estão abandonando e voltarão para levá-la para casa, indo buscá-la na hora exata da saída, não atrase;
O sentimento de quem leva seu filho na escola no primeiro dia de aula, é muito similar àquele vivido pela criança, então tenha confiança na escola que você escolheu para seu filho e transmita essa confiança a ele;
Permita que a criança leve para a escola algum brinquedo que goste muito, isso lhe trará apoio emocional;
Envolva as crianças nesse processo de adaptação, arrume com ele a mochila, escolham juntos o lanche do dia, pergunte como foi seu dia na escola e valorize as experiências vividas por elas;
Quando o choro aparecer, o melhor é reforçar que a escola é importante, que ela vai fazer amigos, brincar e aprender coisas novas. É difícil para a criança e para você, mas é necessário ter firmeza. Sem esquecer que ela precisará muito do seu colo e da sua paciência;
Ao começar a vida escolar, o dia a dia da criança muda completamente. Por isso, alguns ajustes podem ser necessários para que ela se adapte de forma mais tranquila. O horário de acordar, da alimentação, de brincar e até do cochilo diário são alguns exemplos de rotinas que podem ser alterados e mais uma vez você precisa ter paciência e ajuda-la nessa fase;
Talvez você sinta a dor da separação mais do que seu filho e isso vai causar tristeza. Por isso, esteja preparado para lidar com esse sentimento ou, pelo menos, aceitá-lo sem deixar a criança perceber;
Caso o seu filho ainda não ande, passe-o para o colo da professora com um beijo, mas sem muita enrolação, pois o bebê também sente a sua insegurança. Se ele já for maior, incentive-o a entrar na escola caminhando e levando a própria mochila. Agora, se é você que não consegue se controlar na hora do adeus, considere pedir para que outra pessoa leve seu filho para a escola durante alguns dias. Com o tempo, você estará mais tranquilo e poderá assumir a função outra vez;
Na mudança de escola o processo costuma ser mais fácil pois a criança já é maiorzinha e se adapta melhor as mudanças, explique para a criança o motivo da mudança de uma forma que ela possa compreender a necessidade e como isso pode ser positivo para ela;
Quando a mudança de escola não é bem aceita pela criança devido a separação dos amigos, dos professores e até da sala de aula antiga costuma ser dolorosa e a integração a um novo grupo, muitas vezes já formado, é um desafio. Nesse caso, mais do que disponibilidade física, seu filho precisará de ajuda emocional;

Não é somente o seu filho que precisará passar por adaptação. Você também terá uma fase de integração com os novos pais e professores, é importante estabelecer esse vínculo logo no início. Participe das atividades propostas pelo colégio, procure ir aos eventos sociais, como aniversários dos colegas, organize com outros pais piqueniques ou passeios, como uma ida ao teatro. Faça isso durante todo o ano.

Ângela Carvalho

Diretora do Colégio Civilização

Leia também